Escola Superior de Tecnologia do Barreiro

Barreiro
Photo © FG+SG - Fotografia de Arquitectura
Photo © FG+SG - Fotografia de Arquitectura
© FG+SG - Fotografia de Arquitectura
© FG+SG - Fotografia de Arquitectura
Photo © FG+SG - Fotografia de Arquitectura
Drawing © ARX Portugal Arquitectos
Drawing © ARX Portugal Arquitectos
Drawing © ARX Portugal Arquitectos
Arquitectos
ARX Portugal Arquitectos
Endereço
Barreiro, Barreiro
Ano
2007
Pisos
1-5 Stories

O lote previsto para a Escola localiza-se nos subúrbios da cidade do Barreiro. São territórios rurais invadidos por construções recentes que intersectam hortas e canaviais. Dada a predominância de habitação, sem que tenha sido prevista a integração de outras funções, este bairro é actualmente um dormitório com pouca vida urbana. O terreno é contudo bastante interessante: é amplo, com uma pendente suave e bem relacionada com a sua configuração – desnível de 4m entre perímetro a norte e sul – e possui, num dos seus extremos, uma mata densa de sobreiros e pinheiros de porte considerável.

Há projectos que suscitam reacções públicas mesmo antes de existirem. E por vezes é aí que encontram boa parte da sua matéria de reflexão. Esta escola é disso um exemplo. Os moradores do “bairro“ envolvente manifestaram-se contra a sua construção porque pretendiam uma Escola do ensino Básico – transferida para outro local – mas também motivados pelo receio do impacto visual de um edifício de grandes proporções e prevendo que seriam abatidas árvores. Decidiram então contar e marcar todas elas uma a uma.

Procurámos conferir ao edifício um carácter ambíguo. Por um lado "dissipa-se" e aceita a prevalência dos elementos naturais, e por outro, assume a sua presença como elemento artificial, de carácter abstracto. Este princípio é sublinhado pelas opções construtivas: grande bloco antracite, que ao ser seccionado, revela um interior branco.

A arquitectura assume num dos extremos do edifício um carácter mais topográfico, em que não se percebe onde realmente começa e acaba a envolvente e um lado oposto com o seu limite mais presente, definido pelo alinhamento dos topos dos diferentes corpos do edifício.

O edifício posiciona-se no centro do terreno, reservou-se o terço a norte para estacionamento e entrada principal, e, a sul a mata deixa de ser uma faixa localizada, estendendo-se agora em redor e sobre o edifício. Do conjunto, ergue-se em altura um corpo do edifício – a zona de docentes – que marca a sua presença a distâncias maiores e configura um novo sinal urbano.

Projetos relacionados

  • Eclectic Apartment
    JUNG
  • „els“ – Elsbethenareal-Schrannenplatz
    F64 Architekten PartGmbB
  • Neubau Einfamilienhaus Liebefeld
    Johannes Saurer Architekt BSA
  • Neubau Sporthalle Sigmaringendorf
    dasch zürn + partner architekten Partnerschaft mbB
  • Guizhou South-Western Monority Ethnic Cultural Center
    West-line Studio

Revista

Outros projetos por ARX Portugal Arquitectos

House in Leiria
Leiria
Casa no Romeirão
Romeirão, Ericeira
Casa na Aroeira II
Aroeira
Conservatório de Música de Cascais
Cascais
Centro Regional de Sangue do Porto
Porto